apoena4

Teste vocacional: saiba como ele pode te ajudar a escolher um curso técnico

Quando ainda somos muito jovens, uma tarefa extremamente difícil nos é dada: escolher a profissão que, teoricamente, será o nosso ganha-pão para o resto da vida.

No entanto, fazer uma escolha tão importante quando ainda nem nos conhecemos de verdade pode ser muito difícil, não é? Se esse é o seu caso, você já pensou em receber a ajuda de um teste vocacional?

Confira a seguir como um teste como esse pode ajudar você na escolha de um curso técnico ou superior!

O que é o teste vocacional?

O teste vocacional é um instrumento usado por psicólogos, que, a partir dos seus interesses e aptidões, consegue identificar 1 ou 2 áreas profissionais que são mais compatíveis com a sua personalidade. Existem vários tipos desses testes vocacionais, que são constituídos de perguntas com diferentes opções de respostas.

Para um resultado mais preciso, recomenda-se que eles sejam aplicados por um profissional especializado na área. No entanto, é claro que existem as versões online desses testes, que podem ser realizados por conta própria, procurando-se pelos mais confiáveis.

Por que é importante fazê-lo?

Quando somos mais jovens, muitas vezes ainda não temos certeza do que queremos fazer na nossa vida profissional.

O teste vocacional serve para auxiliá-lo a optar por áreas que sejam mais parecidas com o seu jeito de pensar, sua forma de agir e a forma como o seu cérebro trabalha. Assim, um teste vocacional pode:

  • identificar traços de personalidade;
  • orientar com maior fundamentação;
  • ajudar na reflexão sobre a sua realidade.

Geralmente, o psicólogo também irá incentivar os pais para que participem desse momento. Afinal de contas, podem existir cobranças dentro de casa que acabam atrapalhando a sua escolha de uma área de estudos.

Quais são os outros fatores a se considerar?

O teste vocacional pode ser a sua principal estratégia para identificar qual é a sua verdadeira vocação. Porém, existem também outros fatores que devem ser levados em conta na hora de fazer a escolha certa, são eles:

1. Escolha da instituição

Você já sabe qual curso técnico quer fazer, mas ainda não sabe onde fazer? Na hora de escolher a instituição de ensino, pesquise muito e de forma criteriosa.

Mande e-mails, ligue ou visite o local físico para tirar todas as suas dúvidas sobre a grade de disciplinas, horários das aulas, formas de avaliação, entre outras coisas.

2. Análise do mercado

E se a profissão escolhida não for uma das mais promissoras? E se o mercado de trabalho já estiver cheio desse profissional? Pois bem, essas dúvidas podem surgir, mas isso não significa que você deva desistir de algo de que gosta só porque o caminho será mais difícil.

Algumas mudanças de comportamento podem ajudar, por exemplo: focar numa área do curso, como uma especialidade; ou fazer estágios, cursos extras relacionados e outras atividades. Com tudo isso você já termina o curso com um currículo impecável.

3. Duração do curso

Muita gente sonha em fazer um curso superior, mas é preciso identificar quais são as suas reais prioridades nesse momento. Uma graduação dura, em média, 4 a 5 anos e você precisa estar disposto a esperar todo esse tempo para entrar no mercado de trabalho mais qualificado. Se isso é possível, então mãos à obra.

Mas, se você quer conseguir um emprego melhor de forma mais rápida e específica, os cursos técnicos são excelentes opções. Eles duram em torno de 2 anos, assim, em pouco tempo você já estará com a qualificação desejada.

Ficou curioso para avaliar seus interesses e talentos? Nós preparamos um teste vocacional que pode te ajudar na escolha de um curso técnico: faça agora mesmo e confira o resultado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *